Manifesto

A Janela 8 nasce do desejo de um mundo mais conectado com sua essência e mais equilibrado em suas múltiplas facetas. Nasce para ser uma catalizadora de transformações a partir da conexão entre o lado interno e externo das pessoas e organizações (Janela), considerando suas infinitas possibilidades (8).

Vivemos em um mundo que nos relembra diariamente que vivemos uma desigualdade estrutural que demanda tempo e esforço para ser reduzida. Quando olhamos sob a perspectiva de gênero, as mulheres são maioria em número e, mesmo estudando mais e trabalhando mais, ganham menos e possuem seus direitos violados. Seja na forma de contar a história, na representatividade em espaços públicos ou na divisão de tarefas na vida privada, nada mais latente do que a necessidade de equilibrar direitos e protagonismo entre mulheres e homens, feminino e masculino e entre realidades e potencialidades

É para tentar transformar essa realidade, consciente da existência de privilégios e dos diferentes lugares de fala, que a Janela 8 presta serviços para fortalecer organizações e movimentos que atuam na redução de desigualdades e ampliação do protagonismo das mulheres.. Acreditando na potência de tantas organizações sociais existentes nesse setor, soma-se a elas para que alcancem seus objetivos, aprimorem sua forma de atuar e tenham clareza de seus resultados, contribuindo para seus propósitos em uma espiral crescente.

Como princípio, a proposta é enxergar os ciclos vivos tanto das organizações quanto das pessoas que dela fazem parte, sabendo que para planejar o futuro é preciso reconhecer suas raízes. É preciso conhecer o que já foi construído, honrar a história e enxergar com clareza o que ainda falta.

Nessa construção, estabelecer vínculos com quem pode unir forças é essencial, sabendo que mais que a chegada, importa o caminho. Por meio da troca constante e contínua busca por ganha-ganha, seguimos transformando nosso eu, nosso microcosmo, nossa casa, nosso entorno e nossa sociedade.

Consultoria de apoio a organizações para ampliação do protagonismo e direitos das mulheres.

Nosso trabalho

Atuamos com base em conhecimentos teóricos e práticos que tem por objetivo apoiar os processos de transformação das pessoas e organizações a partir de suas histórias e raízes. Para as temáticas relacionadas ao desenvolvimento organizacional e de metodologias utilizamos as bases da Antroposofia e Economia Regenerativa. As metodologias de pesquisa contemplam também conceitos trazidos a partir de teorias da Psicologia Social Crítica.

Carol

Carolina Alves de Jongh

Mãe do Lucas e do João. Curiosa e apaixonada pela vida, se coloca como instrumento para as mudanças sociais que deseja ver no mundo.

Formada em Administração de Empresas pela FGV, é mestre em Psicologia Social pela USP (com foco em lideranças comunitárias e desigualdade de gênero). Possui MBA em Gestão de Projetos pela FIA e Master em Sustentabilidade pela FGV. É também facilitadora de grupos e processos pelo Programa Germinar e Art of Hosting. Possui amplo conhecimento nas temáticas de equidade de gênero, investimento social privado, sustentabilidade, monitoramento e avaliação de impacto, psicologia social e economia solidária.

Sua trajetória profissional inclui empresas e organizações ligadas à sustentabilidade e investimento social (Instituto Votorantim, FGVCes, Comgás, Planet Finance Brasil). No Instituto Votorantim desenhou metodologias de desenvolvimento local e foi responsável por parcerias junto a BNDES, BID e Sebrae, atuando em mais de 30 municípios brasileiros. As metodologias que desenvolveu receberam prêmios e reconhecimentos nacionais e internacionais. Conduziu também elaboração da teoria da mudança e processos de avaliação de programas sociais em escala nacional. Já realizou palestras e workshops em São Paulo, Brasília, EUA e México. No FGVCes foi gestora da plataforma Empresas Pelo Clima e responsável pela construção de missão, visão e modelo de negócios do Centro Sebrae de Sustentabilidade.

Denise Maellaro Ferreira

Engenheira, viajante de coração e eterna aprendiz. Acredita que as mudanças mais eficazes acontecem quando reunimos conhecimentos técnicos e saberes ancestrais.

Mestre em Cooperação Internacional e Políticas Públicas, Programas e Projetos de Desenvolvimento pelo Instituto Universitario Ortega y Gasset, e bacharel em Engenheira de Produção pela Universidade Presbiteriana Mackenzie.

Possui vasta experiência em desenvolvimento, implementação e avaliação de projetos de impacto social. Atuou como coordenadora no Instituto de Socioeconomia Solidária identificando e fomentando grupos produtivos em diferentes territórios no Brasil, posteriormente, coordenou, na organização internacional Manos Unidas, na Espanha, projetos de cooperação internacional com comunidades tradicionais brasileiras e, por fim, trabalhou diretamente ligada ao desenvolvimento da estratégia de ISP integrando as equipes do Instituto Votorantim e Laudes Foundation. Atua desde 2018 como consultora em gestão social, com forte enfoque nos temas de empreendedorismo, desenvolvimento local, diagnóstico social, avaliação e planejamento estratégico.

Vamos bater um papo?

Entre em contato para conhecer mais como podemos te apoiar.

FALE COM A GENTE