Manifesto

A Janela 8 nasce do desejo de um mundo mais conectado com sua essência e mais equilibrado em suas múltiplas facetas. Nasce para ser uma catalizadora de transformações a partir da conexão entre o lado interno e externo das pessoas e organizações (Janela), considerando suas infinitas possibilidades (8).

As mulheres são maioria em número e, mesmo estudando mais e trabalhando mais, ganham menos e possuem seus direitos violados. Seja na forma de contar a história, na representatividade em espaços públicos ou na divisão de tarefas na vida privada, nada mais
latente do que a necessidade de equilibrar direitos e protagonismo entre mulheres e homens e entre feminino e masculino.

É para tentar transformar essa realidade, consciente da existência de privilégios e dos diferentes lugares de fala, que a Janela 8 presta serviços para fortalecer organizações e movimentos que atuam na ampliação do protagonismo e a defesa dos direitos das mulheres. Acreditando na potência de tantas organizações sociais existentes nesse setor, soma-se a elas para que alcancem seus objetivos, aprimorem sua forma de atuar e tenham clareza de seus resultados, contribuindo para seus propósitos em uma espiral crescente.

Como princípio, a proposta é enxergar os ciclos vivos tanto das organizações quanto das pessoas que dela fazem parte, sabendo que para planejar o futuro é preciso reconhecer suas raízes. É preciso conhecer o que já foi construído, honrar a história e enxergar com clareza o que ainda falta.

Nessa construção, estabelecer vínculos com quem pode unir forças é essencial, sabendo que mais que a chegada, importa o caminho. Por meio da troca constante e contínua busca por ganha-ganha, seguimos transformando nosso eu, nosso microcosmo, nossa casa, nosso entorno e nossa sociedade.

Consultoria de apoio a organizações para ampliação do protagonismo e direitos das mulheres.

Nosso trabalho

Atuamos com base em conhecimentos teóricos e práticos que tem por objetivo apoiar os processos de transformação das pessoas e organizações a partir de suas histórias e raízes. Para as temáticas relacionadas ao desenvolvimento organizacional e de metodologias utilizamos as bases da Antroposofia e Economia Regenerativa. As metodologias de pesquisa contemplam também conceitos trazidos a partir de teorias da Psicologia Social Crítica.

Carol

Carolina Alves de Jongh

IDEALIZADORA DA JANELA 8

Mulher, mãe, curiosa e apaixonada pela vida, a Carol se coloca como instrumento para as mudanças sociais que deseja ver no mundo.

Aprofundou seus conhecimentos sobre equidade de gênero e protagonismo feminino ao cursar o mestrado em Psicologia Social na USP. Desde então implementa projetos junto a organizações que buscam a ampliação do protagonismo e dos direitos das mulheres.

Sua formação é diversa e complementar, inclui o bacharelado em Administração de Empresas pela FGV, MBA em Gestão de Projetos (FIA) e em Sustentabilidade (FGV). É também facilitadora de grupos e processos pelo Programa Germinar e Art of Hosting.

Com mais de 15 anos de experiência profissional, já liderou projetos em diferentes organizações (Instituto Votorantim, FGVces, Comgás) nas temáticas de equidade de gênero, investimento social privado, sustentabilidade, avaliação de resultados e impacto, negócios de impacto social e economia solidária.

Vamos bater um papo?

Entre em contato para conhecer mais como podemos te apoiar.

FALE COM A GENTE